Bomba Caseira é atirada contra manifestantes na Av. Paulista

O incidente na Av. Paulista

Uma bomba caseira, foi atirada por extremistas, contra um grupo de manifestantes, que protestavam contra a aprovação da nova Lei de Migração. Os manifestantes que pedem ao presidente o veto da nova Lei de Migração, alertavam para os riscos que o Brasil corre ao abrir indiscriminadamente suas fronteiras. Ressaltam ainda, o enfraquecimento da Soberania Nacional, e da banalização dos direitos dos cidadãos brasileiros.

 

O ato marcado para Av. Paulista, em frente ao prédio da Gazeta, as 18:00 h, foi
divulgado nas redes sociais. Os idealizadores receberam diversas ameaças, inclusive nos posts correlatos ao evento.

Hoje durante o ato, as ameaças foram cumpridas e a bomba caseira, foi lançada em direção aos manifestantes, algumas pessoas foram atingidas, mas, apresentaram ferimentos’ considerados ‘leves’, como o apresentado na foto abaixo.“Graças a Deus, ninguém se feriu com gravidade como informou um dos líderes do grupo Direita São Paulo (DSP), organizador da manifestação”.

Após o incidente manifestantes entraram em confronto com os estrangeiros. A polícia precisou intervir para conter a situação.  Sete pessoas foram detidas, pela PMESP. Dentre os indivíduos detidos, estava o líder do grupo”Palestina para Todos” Hasan Zarif (que foi assistido por seu advogado Hugo Albuquerque), e um amigo de Hasan, identificado como Nur, aparentemente de origem Síria.

 

Imagens do momento em que a bomba é lançada entre os manifestantes e quando as polícia prende um dos responsáveis >>

A Lei de Migração e o Senado

A Nova Lei de Migração foi votada no Senado, e aprovada no dia 18 de abril, o relator do Projeto, Senador Tasso Jereissatti, destacou que o país vai na contramão de países  como os estados unidos, que fecham suas fronteiras cada vez mais. O Brasil já é mal visto na comunidade internacional por não apresentar Legislação clara e severa contra o Terrorismo, requisito inclusive de diversos acordos diplomáticos dos quais o país faz parte. A Lei anti-terrorismo, foi aprovada de forma bem capenga, sendo considerada muito branda, por outros países.

Talvez o Senador e os que votaram favoravelmente a esta Lei estejam a espera de um desastre, como os inúmeros Imagem relacionadaatentados terroristas que aconteceram, na Europa que também agiu em sentido contrário aos EUA, e abriram suas fronteiras para os refugiados (os quais, são um problema, que a Europa agora tenta conter e até mesmo se livrar). Ou talvez, até que ocorra no Brasil, o Senado não verá o 9/11, como uma referência, um alerta. Mesmo tendo sido um emblemático ato terrorista, quando radicais jogaram dois aviões em direção as torres gêmeas, matando centenas de pessoas.

 

Se a Lei for sancionada, pelo presidente Temer será o desencadear de tragédias anunciadas, com porte muito maior Imagem relacionadado que o incidente ocorrido hoje na Av. Paulista, em REPRESÁLIA contra o grupo de CIDADÃOS BRASILEIROS que exerciam seu direito de manifestação de forma a demonstrar os perigos que o Brasil corre. Mas, os responsáveis pela bomba caseira lançada contra os manifestantes na Av. Paulista, demonstraram que o perigo do terrorismo no Brasil, já é uma realidade. Imaginem se as fronteiras forem arreganhadas… Será que teremos um 9/11 aqui no Brasil?

Se ocorrer, as únicas torres gêmeas internacionalmente conhecidas que o Brasil possui, são exatamente as do Senado Federal.

Correspondente : Gizz Sousa

5 thoughts on “Bomba Caseira é atirada contra manifestantes na Av. Paulista

  1. Bom dia. Sou o André, um dos coordenadores do grupo Direita São Paulo. Por gentileza, gostaria que alguém do jornal entrasse em contato comigo. 11 988814464

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *